domingo, 18 de agosto de 2013

Tribunal de Justiça de São Paulo recebe queixa-crime de juiz contra procurador de Justiça via @Reinaldo_Cruz #Questãobrasil

O Tribunal de Justiça de São Paulo vai apurar se as acusações feitas pelo procurador de Justiça Marcos Ideki Ihara contra o juiz Cassiano Zorzi Rocha são crimes de difamação ou não. As afirmações foram feitas por Ihara em carta durante o julgamento de Gil Rugai — acusado de matar o pai e a madrasta. O documento faz quatro acusações, classificadas pelo juiz como três calúnias e uma difamação. Por 12 votos a 10, o Órgão Especial do TJ seguiu o voto do desembargador Enio Zuliani e recebeu a queixa em relação a duas calúnias e a rejeitou em relação a uma das calúnias e à acusação de difamação.

A carta a que se refere o juiz Zorzi Rocha foi enviada por Marcos Ihara aos advogados de Gil Rugai, Marcelo Feller e Thiago Anastácio, antes do início do julgamento pelo tribunal do júri. No documento, Ihara afirma que Zorzi era namorado da promotora do caso, Mildred de Assis Gonzales, e agiu nos bastidores do caso para beneficiá-la.
Leia Mais: Conjur - TJ de São Paulo recebe queixa-crime de juiz contra procurador de Justiça

Arquivo do blog

Seguidores