quarta-feira, 3 de julho de 2013

Protestos se encontram e fecham os dois sentidos da av. Paulista via @Reinaldo_Cruz

Os dois protestos que seguiam em diferentes pontos da avenida Paulista, no centro de São Paulo, se encontraram na altura da Fiesp e passaram a ocupar as duas pistas da via, por volta das 18h20, ficando totalmente interditada. Segundo a Polícia Militar, os dois atos reúnem em torno de 2.500 pessoas.

Um dos atos é promovido por médicos que pedem melhor remuneração no setor público e realização de uma carreira médica estatal. A categoria afirma que não é contrária à entrada de profissionais estrangeiros no país, desde que submetidos à prova para avaliação de conhecimentos e posterior validação o diploma.

Nem a vitória do Brasil na Copa das Confederações diminuem protestos
A outra manifestação, chamada "Da Copa eu abro mão: Quero dinheiro para Moradia, Saúde, Educação e Transporte de Qualidade", é organizada pelo MTST (movimento de trabalhadores sem teto) com apoio do Movimento Passe Livre, partidos como PSOL, PC do B e PSTU, entre outras entidades.

O grupo quer, além da estatização do transporte publico e da desmilitarização da polícia, a redução da jornada de trabalho para 40 horas semanais "sem redução de salário", controle estatal sobre valores de alugueis e investimento maior em saúde e educação. "Da Copa eu abro mão. Eu quero mais dinheiro para saúde e educação", gritam os manifestantes.

Leia mais: Folha de S.Paulo - Cotidiano - Protestos se encontram e fecham os dois sentidos da av. Paulista - 03/07/2013

Arquivo do blog

Seguidores